Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

VESTIBULAR

Marina Ruy Barbosa: "Acho que o governo deveria investir mais no Ensino Público"

Ela sempre estudou nas melhores escolas particulares, mas nem por isso se tornou uma jovem alienada à realidade brasileira


10/04/2012 15:23
Texto Cibele Carbone
Educar
Foto: Cintia Sanchez
Foto:
"Acho fundamental ter uma boa base escolar para se ter uma boa formação profissional"

Com apenas 16 anos, ela já possui uma bagagem de gente grande na carreira de atriz. Após brilhar em novelas como Morde & Assopra (2011), Escrito nas Estrelas (2010), Sete Pecados (2007) e Belíssima (2005), por exemplo, Marina Ruy Barbosa está no ar em Amor Eterno Amor. Linda e talentosa, na trama ela vive Juliana, uma estagiária de jornalismo que, recentemente, sentiu na pele o peso da profissão de repórter por alguns dias. Mas, na vida real, não quer atropelar as coisas.

A tataraneta do jurista e político Ruy Barbosa, um dos principais ícones da história do Brasil, Marina está acostumada a viver no meio artístico desde pequena, quando começou a trabalhar como modelo. Aos 11 anos ela já chamava a atenção na telinha como a grega Sabina, personagem que viveu na novela global Belíssima, onde teve a oportunidade de trabalhar ao lado de nomes como Tony Ramos, Glória Pires e Fernanda Montenegro. Mas todo esse glamour do meio artístico não conseguiu tirar os pés da jovem atriz do chão. "Acho fundamental ter uma boa base escolar para se ter uma boa formação profissional. E assim que terminar de cursar o ensino médio, vou prestar vestibular para cinema", relata Marina.

O interesse pelos estudos a tornou uma jovem consciente da realidade brasileira. Apesar de sempre ter estudado nos melhores colégios particulares, ela sabe que a educação pública do Brasil ainda está longe de orgulhar a população. "Acho que o governo deveria investir mais nas escolas públicas. Investir na educação é o melhor caminho para se desenvolver um país e formar uma sociedade mais justa."

Confira abaixo a entrevista que ela concedeu para o Educar para Crescer sobre escola e o sistema de vestibular brasileiro.

Para ler, clique nos itens abaixo:
Como está sendo conciliar a agenda profissional com a vida escolar?
Marina Ruy Barbosa: É muito complicado. Estudo de manhã e gravo à tarde. Todos os meus compromissos são agendados para parte da tarde nos dias em que não tenho gravação. Ano que vem já termino o ensino médio.
Qual o peso que você dá para a educação na sua formação profissional?
Marina Ruy Barbosa: Acho fundamental ter uma boa base escolar. Sempre estudei em ótimos colégios e nunca repeti de ano. Português e Literatura são matérias fundamentais para o trabalho do ator.
Seus pais acompanham o seu desenvolvimento escolar?
Marina Ruy Barbosa: Sim. Sempre acompanharam. Mas tenho bastante responsabilidade e sei levar os estudos a sério.
Quais as matérias que você mais gosta de estudar?
Marina Ruy Barbosa: Amo Literatura, História e Filosofia. Acho que vou melhor nas matérias que são ligadas à área de humanas do que de exatas. Acredito que é pelo fato de terem algum tipo de ligação com a minha profissão.
Você gosta de ler?
Marina Ruy Barbosa: Adoro ler. O último livro que li foi Caçador de Pipas, de Khaled Hosseini.
Tem vontade de cursar faculdade e aprimorar os estudos futuramente?
Marina Ruy Barbosa: Sim, no fim do ano vou prestar vestibular para Cinema, porque acho que é um bom complemento para o ator. Em um futuro próximo, pretendo viajar para aprimorar meu Inglês. Não penso em deixar de estudar nunca.
Acha justo o vestibular brasileiro?
Marina Ruy Barbosa: Não sei se é justo... Aqueles que puderam estudar nos melhores colégios têm mais chances de entrar para as melhores faculdades. Acho que o governo deveria investir mais nas escolas públicas.
Apesar da idade, você parece ser muito independente... Seus pais interferem nas suas decisões?
Marina Ruy Barbosa: Com certeza! Eles sempre me incentivaram e têm esse direito. Até este ano mesmo, eu ia fazer a novela e uma peça de teatro, mas eles falaram para esperar, até por conta do vestibular. Não se pode dar bobeira com o aprendizado. Ainda tenho bastante tempo para fazer muita coisa. Então, vamos com calma.
E por último, acha que o desenvolvimento de um país está diretamente ligado ao nível de educação do seu povo?
Marina Ruy Barbosa: Com certeza. Investir na educação é o melhor caminho para se desenvolver um país e formar uma sociedade mais justa.

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada