Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

ALFABETIZAÇÃO

Prova ABC: alfabetização das crianças está atrasada

Mais da metade dos alunos do 3º ano do Ensino Fundamental ainda não sabe ler e escrever adequadamente


25/10/2013 19:09
Texto Iana Chan
Educar
Foto: Dreamstime
Alfabetização
Dados da Prova ABC mostram que as desigualdade e defasagem educacionais começam desde cedo

As crianças brasileiras não aprendem o que deveriam já nos primeiros anos de escola. É o que mostrou o resultado da Prova ABC, que mede a qualidade da alfabetização dos alunos da rede pública e privada.


Alfabetização Especial Alfabetização
Dicas e informações para melhorar a aprendizagem da leitura e escrita de crianças e adultos.

 

Aplicada em turmas do 2º e 3º ano do Ensino Fundamental, a avaliação amostral mediu habilidades em Leitura, Matemática e Escrita. Em todos os itens, a maioria dos alunos não teve um desempenho adequado. Ao final do 3º ano do Ensino Fundamental, quando se conclui o chamado ciclo da alfabetização, apenas 44,5% dos alunos dominam as habilidades esperadas em Leitura. Em Matemática, a porcentagem cai para 33,3% e em Escrita para 30,1%. "É muito pouco", diz Priscila Cruz, diretora executiva do movimento Todos pela Educação, que ajudou a promover a prova. "A alfabetização é a base da aprendizagem dos alunos nas séries seguintes", continua.

Mais do que aprender a ler, o movimento defende que a alfabetização deve priorizar a habilidade de ler para aprender. "A criança precisa ter autonomia de leitura, escrita e de matemática que a torna capaz de continuar aprendendo. Isso não se deve confundir com o mero letramento", reforça Nilma Fontanive, coordenadora da Prova ABC.

Desigualdades

Os resultados da Prova ABC mostram que a desigualdade de aprendizagem entre as regiões brasileiras também começa cedo. Na região sudeste, por exemplo, 56,5% dos alunos tiverem um desempenho considerado adequado em Leitura. Já no Norte, essa porcentagem cai para 27,3%, uma diferença de quase 30 pontos percentuais. "A origem da desigualdade e da não-aprendizagem está aí, nos anos iniciais. Estamos falando do direito da criança de se alfabetizar para seguir aprendendo", reforça Priscila.
"A gente tem uma tendência a naturalizar essa desigualdade. Isso é um crime contra as crianças", afirma Nilma.

PROVA ABC, PNAIC e ANA
Toda criança brasileira deve estar plenamente alfabetizada até os 8 anos, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental. É o que definiu o Ministério da Educação com recente lançamento do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC).

A Prova ABC foi criada como um piloto em 2011 fruto de uma parceria entre o movimento Todos pela Educação, a Fundação Cesgranrio, o Instituto Paulo Montenegro/Ibope e o INEP. Teve o mérito de usar os mesmos critérios do SAEB, incluindo a escala de competências e habilidades esperadas dos alunos, o que permite uma comparação histórica do desempenho dos alunos brasileiros. "Não teria o menor sentido avaliar as crianças do 3º ano isoladas dessa escala nacional", afirma Nilma.

A segunda edição da Prova Brasil, aplicada em 2012 em 57.000 alunos de 1.200 escolas públicas e privadas de todos o país, será a última, pois o Ministério da Educação anunciou a criação da ANA (Avaliação Nacional da Educação), uma avaliação oficial para acompanhar a alfabetização dos alunos brasileiros que também utilizará a escala do SAEB. A ANA, prevista no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) [LINK] não será por amostra, mas universal.

Por essa razão, todo os itens utilizados na prova foram disponibilizados para consulta. "Esse material ajuda a sociedade a entender de que alfabetização estamos falando", afirma Nilma.

O que é estar plenamente alfabetizado?
O nível considerado adequado em cada área corresponde às seguintes habilidades:

 

Para ler, clique nos itens abaixo:
Matemática
- Reconhecer de formas geométricas básicas, quadrado, retângulo, triêngulo, círculo , cubo e esfera.
-Resolver situações-problema que envolvam troca de notas ou moedas e medidas padronizadas (litro, quilograma, metro etc)
- Saber ler e interpretar calendários e medidas de tempo, incluindo relógios de ponteiros ou digital.
-Efetuar clássicos simples de adição, subtração e multiplicação de números naturais.
Leitura
- identificar o tema do texto
- localizar informações explícitas
- inferir informações implícitas
- identificar diferentes personagens
- estabelecer relações de causa e consequência explícitas no texto
- relacionar informações verbais e não-verbais na leitura
Escrita
- adequação ao gênero textual solicitado, como uma carta
- adequação ao tema solicitado
- organização lógica entre as partes do texto
- adequação ao registro escrito: domínio da linguagem escrita, mesmo com eventuais desvios (ortografia, vocabulário e pontuação)

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada