Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

PEDAGOGIA

Como se calcula o QI?

Descubra como o quoficiente de inteligência de uma pessoa é mensurado


23/12/2009 13:28
Texto Luciane Sniecikoski
Educar
Foto: SXC
Foto: Os métodos de medição do QI variam e acordo com a idade da pessoa
Os métodos de medição do QI variam e acordo com a idade da pessoa

Para você que sempre quis saber mais sobre o Q.I. mas tinha medo de perguntar (ou de não entender a explicação): o quociente de inteligência nada mais é do que uma forma de medir qual a capacidade de raciocínio lógico das pessoas. Nos testes utilizam-se jogos, enigmas ou seqüências que devem ser completados com base na lógica. Por exemplo, qual o próximo número da série 1, 3, 5, 7? Como são todos ímpares, a seqüência correta deveria ser 9, certo?

Esses testes indicam as chamadas capacidades cognitivas - que traduzem a capacidade de raciocínio lógico. Os gráficos que demonstram o aumento no quociente de inteligência em diversos países entre as gerações -o Efeito Flynn -indicam que, nesses lugares, as pessoas melhoraram a capacidade de raciocínio lógico com o passar do tempo.

De maneira geral, numa população, metade das pessoas têm Q.I. entre 90 e 110. O restante divide-se entre 50% abaixo de 90 e 50% acima de 110. Nessa última categoria ainda estão presentes aqueles poucos que têm o quociente de inteligência acima de 148. São apenas 2% de toda a população.

Mas, afinal, como se chega a esses números? O método é diferente para criança e adulto. Para menores de 18 anos, o Q.I. é uma relação entre a idade mental e a real. No caso do adulto o Q.I. é relacionado a testes cuja pontuação média é igual a 100. Os resultados são então classificados acima ou abaixo desse valor. A diferença entre os métodos para criança e os para adulto existe porque, normalmente, a progressão no desenvolvimento mental deixa de acontecer aos 18 anos. Isso na maioria dos casos. Para alguns acontece depois. Para outros, antes.

Consultoria: Clara Abramovich, psicoterapeuta e Claudia Miranda Gonçalves, psicóloga


 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada