Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

FÉRIAS

22 dicas para as férias

O que fazer para as crianças curtirem férias divertidas e educativas


11/07/2013 12:42
Texto Monica Pina
Educar
Foto: Mauricio Melo
Férias
As férias ficam muito mais legais com a família!

Pode comemorar: as férias chegaram! Ninguém tem aula, mas a meninada pode fazer descobertas sobre geografia, história, ciências, matemática e outros assuntos e ainda ter exemplos práticos de ecologia, cidadania e ética.

Nessa época, as lições não acontecem na escola, mas na convivência com adultos e colegas. É verdade que pais, avós, tios e amigos nem sempre estão pensando em ensinar, mas é importante perceber que as crianças estão aprendendo o tempo todo: alertas, observando, analisando, buscando informações e referências. Ao ficar ligado no que acontece ao redor, você vai descobrir oportunidades incríveis de ampliar conhecimentos junto com seus filhos, sobrinhos e netos enquanto se diverte.

Veja 22 dicas para férias divertidas e educativas!

 

Para ler, clique nos itens abaixo:
1. Faça planos em família
Incluir as crianças no planejamento de passeios é uma forma de compartilhar expectativas, alegrias e responsabilidades. Elas podem organizar a própria bagagem (ajude e supervisione) e pesquisar caminhos e atrações.
2. Estimule a curiosidade e a observação
Chame a atenção da criança para os detalhes, explore os lugares e faça perguntas. Em qualquer cenário há novidades a serem descobertas.

"Para explorar um lugar de maneira educativa, parta dos interesses da criança ou do adolescente. Só assim o passeio será interessante para eles", recomenda Claudivan Sanches Lopes, geógrafo e professor da Universidade Estadual de Maringá. Ele também recomenda que vocês façam uma pesquisa prévia sobre o lugar que a família visitará. Dessa maneira, vocês terão mais informações para conversar.

E não tenha todos os passos da viagem definidos: deixe um espaço para alterações e descobertas que podem despertar a curiosidade de seu filho.
3. Acrescente fantasia nos passeios
Com um toque de imaginação, árvores da praça viram uma floresta, pedras perto da praia se transformam em esconderijo de piratas, um museu pode ser um castelo e um bloco de notas vira um diário secreto.
4. Programe passeios culturais
Nessa época há estreias de filmes e peças de teatro. Escolham as atrações juntos e incentive as crianças a pensar, comentar e fazer desenhos sobre o que assistiram.

Se houver guias ou visitas monitoradas nos lugares, observe se eles conseguem adaptar a linguagem para as crianças. A dica é do geógrafo Claudivan Sanches Lopes, que explica: "Se não conseguir falar a linguagem da criança, ela se cansará do passeio rapidamente".
5. Inclua uma visita ao museu
Esqueça o preconceito e vá um museu de arte, de ciência, de esportes, de história ou de qualquer outro tema. Em diferentes cidades do Brasil há vários que contam com atrações interativas e circuitos especiais para elas.
6. Registre os momentos
Com uma máquina fotográfica ou celular, sugira que registrem as descobertas de férias. Na volta para casa, vai ser gostoso ver as fotos, mostrá-las aos amigos e relembrar momentos especiais. Sugira que seus filhos façam cartões e tragam fotos e pequenas lembranças das férias para dar a amigos ou familiares.
7. Incentive a leitura
Fiquem sócios de uma biblioteca e explorem, juntos, o acervo. Não se esqueça de colocar na bagagem livros, revistas e gibis. A leitura é um ótimo passatempo.
8. Transforme a cozinha de casa em laboratório
As crianças, acompanhadas por um adulto, podem preparar receitas simples e conhecer melhor ingredientes, medidas e processos. No final, proponha um piquenique.
9. Faça passeios ao ar livre
Valorize o cuidado com a natureza. Destaque as diferenças entre vários ambientes, a vegetação e os animais de cada local e fale sobre a importância de recolher o lixo e evitar desperdícios.

Mas fica o lembrete: "no caso da visita a um patrimônio natural, observe se há algum risco para os pequenos, se eles não farão um esforço além do suportado e se é possível fazer uma pausa para se hidratar e se alimentar", alerta o professor e geógrafo Claudivan Sanches Lopes.
10. Instigue o espírito explorador
Mostre que conhecer um lugar é mais do que olhar para ele. Estimule a criançada a conversar com moradores, provar alimentos regionais, participar de festas e brincadeiras e respeitar costumes e sotaques.
11. Recupere brincadeiras tradicionais
Ensine seus filhos a brincar de pega-pega, amarelinha e mãe da rua. Sugira um gol a gol no quintal, um campeonato de queimada ou um mergulho na piscina do prédio. O agito ajuda no desenvolvimento físico e motor e os jogos em grupo incentivam o respeito e a convivência.
12. Monte uma oficina de brinquedos
Dá para uma fabricar brinquedos com sucata e materiais simples. Seus filhos podem convidar colegas e usar caixas e latas para fazer carrinhos, castelos e bonecos. Outra ideia legal é criar uma oficina de pipas.
13. Proponha jogos tradicionais
Brinque de jogos de tabuleiro e de montar, são ótimos desafios à inteligência, integram amigos e rendem boas risadas. Melhor ainda se os adultos entrarem na roda!
14. Organize uma noite do pijama
Encoraje as crianças a chamar um amigo para dormir em casa e organizar tudo para receber o hóspede. Elas também podem passar uma noite fora, na casa de uma família amiga - dê dicas para que sejam gentis.
15. Deixe fazer arte
Incentive as crianças a reunir colegas para fazer uma peça de teatro ou criar desenhos, dobraduras e esculturas e montar uma exposição de arte no saguão do prédio ou na varanda de casa.
16. Esteja presente
Se não tiver folga no trabalho, tente conseguir ao menos alguns dias livres. Se for impossível, programe brincadeiras à noite e passeios ou viagens curtas nos finais de semana.
17. Ouça as crianças
Procure pistas sobre os interesses deles para escolher as atividades que vão fazer juntos.
18. Pesquise as atrações
Planeje o tempo de passeio de acordo com a idade das crianças, com períodos de descanso e lanchinhos.
19. Antecipe emergências
Trânsito, atrasos, filas e outros transtornos podem atrasar a programação. Tenha um kit de emergência com bloquinho, lápis, livros, brinquedo, biscoitos e água.
20. Valorize os vínculos afetivos
Passar uma tarde fazendo bolo casa dos avós ou vendo fotos antigas com os tios pode ser uma deliciosa viagem no tempo.
21. Controle o tempo das telas
Controle o período que as crianças passam em frente à TV ou à tela do computador e do celular e fique de olho no conteúdo que elas acessam. Cabe aos adultos sugerir alternativas de diversão e novas experiências.
22. Organize o tempo
Caso os pequenos tenham lições de casa, ajude-os a manter a organização e a se planejar. Se deixarem tudo para a última hora, terão a sensação de que as férias foram curtas.

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada