Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

CULTURA

Folclore na literatura

Sugestões de livros que mostram como a cultura popular rende boas histórias!


Educar
Foto: Mauricio Melo
Foto: Algumas sugestões de livros que mostram como a cultura popular rende boas histórias e ótimos momentos! Aproveite a oportunidade e leia com seu filho
Algumas sugestões de livros que mostram como a cultura popular rende boas histórias e ótimos momentos! Aproveite a oportunidade e leia com seu filho

A cultura popular sempre foi fonte de inspiração para escritores. Tanto isso é verdade que muitas narrativas, transmitidas oralmente ao longo do tempo, foram parar nas páginas impressas. Ao serem recontadas, histórias e personagens ganham novos sabores e matizes. Nesta seleção, você confere uma lista de obras que reúne nomes consagrados da literatura, como Monteiro Lobato e Clarice Lispector, ao lado de outros autores mais recentes, como Ricardo Azevedo e Walcyr Carrasco. Em comum, todos "beberam" dessa rica fonte popular. Garanta bons momentos ao lado do seu filho e se entreguem ao prazer da leitura!

 

1808 Esconde-esconde do Folclore
Encontre na mata os personagens do folclore brasileiro e aprenda mais sobre eles

 

Para ler, clique nos itens abaixo:
Armazém do Folclore

Ricardo Azevedo
Editora: Ática
128 páginas
Indicação: a partir de 10 anos

Tem um pouco de tudo neste livro: quadrinhas, adivinhas, trava-línguas, ditados e expressões populares e contos recontados habilmente por Ricardo Azevedo, um especialista apaixonado pelo tema, que tem o dom da escrita e deixa a leitura fluente, uma delícia de acompanhar. Para apresentar a lenda da Iara, por exemplo, o autor começa o texto falando sobre desejos proibidos: a vontade enorme de brincar quando se tem de estudar para a prova, o doce irresistível para quem está de regime e assim por diante. A obra traz também receitas de delícias da nossa cozinha, como quindim, pé-de-moleque, maria-mole, cural etc. e outros exemplos ricos de manifestações da cultura do povo brasileiro.
Bichos de sete cabeças e outros seres fantásticos

Eucanaã Ferraz
Editora: Cia. Das Letrinhas
Indicação: 9 a 10 anos

Este livro traz versos bem-humorados em que até mesmo personagens aterrorizantes, como a mandrágora e o centauro, são apresentados de forma divertida às crianças. Sobre o zumbi, ele diz: "Foi lá no Haiti/que ouvi falar dos zumbis:/gente morta que volta!/Não acreditei./Mas, mesmo assim, fechava bem a porta." Personagens brasileiros aparecem ao lado de outros estrangeiros, como o monstro do lago Ness e a deusa chinesa Xi Wangmu. As ilustrações também são um destaque. Criadas pelo artista plástico português André da Loba, são esculturas fotografadas que foram feitas especialmente para o livro.
Como nasceram as estrelas ̶ Doze lendas brasileiras

Clarice Lispector
Editora: Rocco
52 páginas
Faixa etária: a partir de 7 anos

Neste livro, a escritora Clarice Lispector reconta as lendas como se estivesse conversando com o leitor. O texto fluente é sedutor e também preserva a oralidade dos contos. O número de histórias selecionadas está relacionado aos meses do ano. Para cada mês, a autora narra uma lenda ou um conto que retrata cenários e tradições característicos da cultura brasileira. Na história de janeiro, que dá título ao livro, ela nos conta como, em uma aldeia, os travessos curumins deram origem a gordas estrelas brilhantes. Em Do que eu tenho medo, Clarice toma "uma bruta coragem" e diz logo de uma vez que morre de medo do Saci Pererê. É o gancho para que ela reconte a história do negrinho arteiro, esbanjando charme e talento com as palavras.
Histórias de Tia Nastácia

Monteiro Lobato
Editora: Globo
136 páginas
Faixa etária: de 6 a 12 anos

Lançado pela primeira vez em 1937, este livro é o resultado da pesquisa de Monteiro Lobato de contos populares brasileiros. Na obra, Pedrinho lê a palavra folclore no jornal e, curioso, pede a Emília que pergunte a Dona Benta o sentido da palavra. Ao saber que ela significa sabedoria do povo, o garoto tem a ideia de espremer tia Nastácia para "tirar o leite do folclore que há nela". Reunidos em volta da cozinheira, Pedrinho, Narizinho e Emília passam deliciosas horas ouvindo histórias populares. Entre elas, do bicho Manjaléu, da Moura-Torta, do Jabuti e a Onça, entre outras. Como sempre, os comentários de Emília conferem graça e enriquecem ainda mais as histórias. O livro ganhou nova edição caprichada em 2011.
Lá vem história e Lá vem história outra vez - Contos do folclore mundial

Heloisa Prieto
Editora: Cia. das Letrinhas
80 páginas cada
Faixa etária: 6 e 7 anos

O primeiro volume reúne lendas que foram apresentadas no programa Lá vem história, da TV Cultura, em meados da década de 1990. Adaptadas por Heloisa Prieto, as narrativas permitem que as crianças conheçam os lugares onde elas surgiram e a imaginação de outros povos: valentes samurais no Japão, homens-gatos na Austrália e também Macunaíma, o Negrinho do Pastoreio e muitos outros. O livro ganhou o prêmio FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infanto e Juvenil), em 1997, na categoria Criança. No segundo volume, há lendas do Himalaia, da Pérsia e da África, por exemplo. Escritora premiada, com cerca de 40 livros publicados, Heloisa sabe como despertar a curiosidade do jovem leitor e manter sua atenção do início ao fim.
Lendas e Fábulas do Folclore Brasileiro - volumes 1, 2 e 3

Walcyr Carrasco
Editora: Manole
64 páginas cada
Faixa etária: 7 a 9 anos

Além de cronista e autor de novelas consagrado, Walcyr Carrasco é hábil em se comunicar com o público infanto-juvenil, com diversos livros publicados para essa faixa etária. Nesta coleção, as histórias foram organizadas em três segmentos: origem índigena, africana e europeia. A influência de cada povo fica clara na leitura. Contos como "Cobra Norato" e a lenda da Iara, por exemplo, são indígenas. Também compõem os volumes contos que falam de príncipes, encantamentos e heróis, cuja origem é europeia. Representando o povo africano, há contos cujos personagens são bichos, como "O macaco e a boneca de piche". Fluentes e bem recontadas, as histórias são ótimas para serem saboreadas e repassadas adiante.
O mais legal do folclore (48 páginas)

Da mesma coleção:
O mais misterioso do folclore (56 páginas)
O mais assustador do folclore (64 páginas)
O mais latino do folclore (56 páginas)

Luciana Garcia
Editora: Caramelo
Faixa etária: de 6 a 10 anos

Cada um dos três primeiros livros apresenta 14 personagens das lendas brasileiras. Além de apresentar as figuras mitológicas, as obras trazem uma história-mistério, que desafia o leitor a seguir pistas e desvendar um enigma, enquanto aprende mais sobre nossa cultura. Personagens mais conhecidos aparecem ao lado de outros, menos famosos, como Mapinguari, Jurupai, Quibungo, Labatu, Gorjala, entre outros. No quarto livro, com o título indica, personagens de outros países latinos, como Colômbia, México, Equador, Peru e Argentina são apresentados. A leitura agrada às crianças, de forma original e inovadora.
O Saci

Monteiro Lobato
Editora: Globo
78 páginas
Faixa etária: de 8 a 12 anos

A habilidade de Monteiro Lobato em contar histórias é mais do que reconhecida e dispensa comentários. Nesta obra, Pedrinho está mais uma vez passando suas férias no sítio e uma ideia não lhe sai da cabeça: caçar um saci. Ao jogar uma peneira sobre um redemoinho de vento, ele consegue realizar seu desejo e acaba aprisionando a criatura em uma garrafa. Em troca da liberdade, o saci leva o menino para uma aventura pela mata durante a noite. Pedrinho conhece a Mula-sem-cabeça, o Caipora, o Boitatá e outras figuras ilustres do nosso folclore. A partir disso, os dois se tornam grandes amigos e participam juntos de muitas aventuras.
Turma da Mônica ̶ Folclore Brasileiro (167 páginas) e Turma da Mônica em lendas brasileiras (208 páginas)

Mauricio de Sousa
Editora: Girassol
Indicação: 8 a 11 anos

Em Turma da Mônica ̶ Folclore Brasileiro, cantigas de roda, parlendas, provérbios, crendices, brincadeiras e outras manifestações da cultura popular brasileira são apresentadas pela turminha famosa. O humor e o carisma característicos dos personagens que fazem sucesso há tantas gerações acrescentam charme e graça ao variado conteúdo do livro. Já o segundo livro traz uma coletânea de lendas famosas. A obra vem com um CD, no qual Mauricio de Sousa narra as histórias, como a do Curupira, Boitatá e do Boto, com a participação dos personagens. Entre uma narrativa e outra, o desenhista explica como elas foram criadas, espalhadas e viraram lendas.
Teiniaguá, a princesa moura encantada

Caio Riter
Editora: Scipione
48 páginas
Indicação: 10 e 11 anos

Esse conto do Rio Grande do Sul fala de uma princesa moura que, fugindo da Espanha e de guerras religiosas, chega ao Brasil e é transformada em uma lagartixa encantada, a Teiniaguá (em tupi guarani). O autor do feitiço é o Diabo Vermelho (Anhangá-pitã) e, de acordo com o encantamento, todo homem que conseguisse chegar até ela conquistaria infinitas riquezas. Mas somente alguém de coração puro, sem ambição, seria capaz de quebrar a terrível maldição e libertar a princesa. A lenda muito bem recontada prende a atenção do leitor. O livro foi selecionado para o catálogo de Bolonha - FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil), em 2007, e para o PNBE (Programa Nacional Biblioteca da Escola), em 2008.
Um saci passou por aqui

Monica Stahel
Editora: WMF Martins Fontes
29 páginas

Este livro é dirigido aos pequenos. Com textos simples e ilustrações de Geraldo Valério, conhecemos o nosso personagem folclórico mais famoso, em um episódio de travessuras na casa de dona Glória e o seu Agostinho.

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada