Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

EDUCAÇÃO DE ADULTOS

De volta à sala de aula

A falta de estudo tem atrapalhado sua batalha por emprego? Calma: o velho e bom supletivo está aí para ajudar a recuperar o tempo perdido


24/08/2007 12:12
Texto Suzana Dias
Viva
Foto: Rede Globo/Divulgação
Lima Duarte na novela
Sassá Mutema: personagem de Lima Duarte alfabetizado quando adulto

Não ter concluído o ensino fundamental ou médio limita as oportunidades profissionais. Ainda bem que as redes de educação pública e privada possuem a solução - acessível e prazerosa - para esse problema...

Na certa você já ouviu falar do supletivo, um sistema de ensino mais rápido do que o convencional. Hoje chamado de Educação de Jovens e Adultos (EJA), ele é direcionado a quem não concluiu a segunda metade do ensino fundamental (quinta à oitava série) ou do ensino médio (primeiro ao terceiro colegial). O termo supletivo, portanto, passou a ser usado para as provas prestadas uma ou duas vezes ao ano - geralmente julho e dezembro -, também chamadas de Exames Supletivos de Massa. São realizados pelos estados e municípios para admitir alunos nas turmas.

Mas nem todos os estados e municípios oferecem esse tipo de exame. Em muitos deles, basta procurar uma escola pública, apresentar o histórico escolar ou fazer um teste, e efetuar a matrícula - só que nem todas as escolas públicas e privadas oferecem a EJA. 

Diploma para todos

A idade mínima para fazer a EJA é 14 anos (ensino fundamental) e 17 anos (médio). Cada escola monta o curso de maneira diferente, mas, em geral, leva-se três anos para concluir os estudos relativos ao período da quinta à oitava série, e apenas dois para cursar do primeiro ao terceiro colegial. Alguns estabelecimentos oferecem metodologia diferenciada, com matrícula por disciplina, monitoramento para dúvidas e conclusão do nível de ensino de acordo com o empenho e disponibilidade do aluno.

"Acreditem em sua própria capacidade, procurem as escolas e aumentem seu nível de conhecimento. Não tenham vergonha nem receio, pois a educação se dá ao longo da vida", analisa o professor H. Miguel de Castro Júnior, coordenador da EJA da Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro.


Fique atenta

Antes de matricular-se em uma escola que ofereça EJA, procure checar junto à Secretaria Estadual de Educação do seu estado (ou junto à Secretaria Municipal de Educação, caso o colégio seja vinculado ao município) se o estabelecimento está capacitado a oferecer o supletivo. Caso opte por uma escola particular, redobre os cuidados para não cair em armadilhas como diplomas falsos. A orientação do Ministério da Educação (MEC) para o aluno se assegurar da validade dos certificados emitidos pelas instituições de ensino é verificar junto aos Conselhos de Educação estadual ou municipal se a escola recebeu autorização para ministrar cursos nessa modalidade de ensino.

Eles fizeram e recomendam

A auxiliar de serviços gerais fluminense Sandra Helena de Souza, 43 anos, fez o ensino fundamental e o médio pelo EJA e agora sonha com a faculdade de psicologia: "Sentia que havia perdido um pouco da minha identidade, deixando para trás um futuro talvez promissor. Quando voltei a estudar, percebi que, apesar da idade, posso fazer muito; não sou inútil ou incapaz como pensava". Para os que têm receio de voltar a estudar, ela aconselha: "Não tenham vergonha de encontrar alunos mais novos. A gente logo se entrosa com eles e dá vontade de aprender ainda mais". O programador visual Renato Abrantes Soares, 35 anos, de São Gonçalo, RJ, voltou a estudar ao notar que o mercado espera um mínimo de preparo. "Estar atualizado é exigência da área que escolhi e meta pessoal minha", completa ele, que concluiu o ensino médio em 2001, e, neste ano, iniciou a faculdade de análise de sistemas.

Descubra o EJA mais próximo de você

Região Sudeste:

Secretaria Estadual da Educação de São Paulo
infoeducacao@educacao.sp.gov.br
(11) 3218-2000


Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro
(21) 2299-3166 / 2299-3167


Secretaria de Educação do Espírito Santo
secretario@sedu.es.gov.br
(27) 3137-3641 / 3137-3661


Secretaria de Educação de Minas Gerais
sed.deja@educacao.mg.gov.br
(31) 3379-8200 / 3379-8604




Região Sul:

Secretaria da Educação do Paraná
roseane@seed.pr.gov.br
(41) 3340-1734


Secretaria da Educação de Santa Catarina
sed@sed.sc.gov.br
(48) 3221-6000


Secretaria Estadual da Educação do Rio Grande do Sul
(51) 3288-4700


Região Centro-oeste:

Secretaria do Estado de Goiás
comunicacao@see.go.gov.br
(62) 3201-3000


Secretaria da Educação do Estado de Mato Grosso do Sul
(67) 3318-2200


Secretaria da Educação de Mato Grosso 
(65) 3613-6300


Secretaria da Educação do Distrito Federal
(61) 3224-0016 / 3225-1266


Região Norte:

Secretaria da Educação do Acre
(68) 3223-6436


Secretaria de Educação e Cultura do Amazonas
(92) 3237-8737


Secretaria do Estado da Educação do Amapá
seed@seed.ap.gov.br
(96) 3212-5102


• Secretaria do Estado da Educação de Rondônia
(69) 3216-5314


Secretaria do Estado da Educação de Roraima
(95) 3621-2820 / 3621-2803


Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Pará
0800-2800078


Secretaria de Educação e Cultura do Tocantins
(63) 3218-1400


Região Nordeste:

Secretaria de Educação do Estado do Maranhão
(98) 3218-2321


Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Piauí 
0800-280-5570


Secretaria de Educação do Ceará
(85) 3101-3911


Secretaria da Educação do Rio Grande do Norte
(84) 3232-1417 ou 3232-1418


Secretaria de Educação e Cultura da Paraíba
(83) 3218-4089 / 3218-4089


Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco
(81) 2122-6200


Secretaria da Educação de Alagoas
(82) 3315-1230


Secretaria da Educação de Sergipe 
(79) 3179-8845


Secretaria de Educação e Cultura da Bahia
secretaria@sec.ba.gov.br
(71) 3115-1443 



 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada