Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

Museu Tecnologia da Puc, Porto Alegre (RS)

Adultos e crianças viajam pelo universo futurista que o Museu de Tecnologia oferece - Foto: Divulgação Por que visitar: diferentemente de outros museus, o Museu de Tecnologia da PUC não é expositivo. "Aqui tudo é para mexer", afirma o diretor Emílio Antônio Jeckel Neto. Em 10 mil metros quadrados, o público pode observar e interagir com mais de 700 experimentos que demonstram fenômenos físicos, químicos e biológicos. Em alguns casos, os próprios visitantes fazem os experimentos.
O que abordar com seu filho: que tal a economia de energia elétrica? Na Casa Genial, seu filho pode descobrir quanta energia gasta cada equipamento. A criança recebe uma planilha para anotar tudo o que gasta diariamente. Ao final, é possível colocar os dados de um computador e descobrir o total de energia consumida todos os dias. O diretor Emílio Antônio Jeckel Neto sugere que, antes de visitar o museu, os pais deem uma olhada nos roteiros sugeridos para os professores no site do museu. Esses roteiros podem ser adaptados para visitações em família. Outra dica é chegar pela manhã no museu, almoçar em um dos restaurantes da PUC e continuar o passeio à tarde. "Tem de vir com bastante tempo, pois é muita coisa para ver."
Não deixe de ver: entre as melhores atrações do museu, destacam-se o giroscópio humano, que simula a ausência de gravidade (é necessário ter altura entre 1,60 m e 1,80 m); o cinema 3D, que exibe uma produção sobre o corpo humano; e o Gerador de Van de Graff, que, através de uma corrente eletrostática, deixa de cabelo em pé quem colocar a mão sobre uma cúpula. "Se você está acompanhando seus alunos, não deixe de participar da brincadeira. Eles adoram fotografar as professoras de cabelo em pé!"
O que a escola pode trabalhar: uma boa opção é fazer uma visita temática sobre Charles Darwin e a evolução, pois o museu terá até o final de 2009 uma exposição sobre o assunto. Para o segundo semestre, está programada uma mostra fotográfica sobre as aves da Mata Atlântica. Antes de fazer a visita, entre em contato com o museu. A coordenação educacional oferece orientação aos professores para elaborar um roteiro que privilegie as questões que estão sendo estudadas pela turma. Há também roteiros específicos no site do museu, que facilitam se você for de outra cidade e não puder fazer uma visita ao museu antes de levar os alunos. Há ainda quatro laboratórios que são abertos exclusivamente para os grupos escolares, em que os alunos podem realizar os próprios experimentos.
A boa: faça um "Aniversário Genial" para o seu filho no museu. Há cinco tipos de pacote, dependendo da quantidade de convidados. Acompanhadas por monitores, as crianças se divertem com os experimentos e ganham uma apresentação exclusiva. Os agendamentos podem ser feito pelo telefone (51) 3320-3521.
Melhor para: todas as idades. O museu tem atrações que agradam principalmente crianças e adolescentes, mas costuma receber grupos até a terceira idade. "Todo mundo se diverte", garante Jeckel.
Na agenda: avenida Ipiranga, 6681, Partenon, (51) 3320-3521, de terça a domingo das 9h às 17h. Site: http://www.pucrs.br/mct/
Entrada: R$ 12. Crianças de 3 a 12 anos, idosos acima de 60 anos, estudantes universitários, professores, turmas de alunos acompanhadas pelo professor pagam R$ 9.

Ver próximo
Vote neste
Ver anterior


VEJA TAMBÉM

10 dicas para se divertir com as crianças em um museu


roda blog