Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

Isto dá certo

Aprendendo ciência na prática

por: Marina Pastore

Museu Catavento

Na seção Engenho do Museu Catavento, crianças aprendem física com experimentos interativos

As férias já estão terminando, mas nunca é tarde para fazer um programa diferente com as crianças. Já pensou em trocar o passeio no shopping ou a tarde na frente da TV por uma viagem pela Via Láctea ou um tempinho dentro de uma bolha de sabão?

Essas são só algumas atrações do Catavento Cultural e Educacional, um museu diferente localizado no centro da cidade de São Paulo. Inaugurado em março de 2009, ele apresenta às crianças e jovens assuntos ligados à ciência de maneira interativa.

Continue reading “Aprendendo ciência na prática” »

1 de fevereiro de 2011

Tags: , ,

5 comentários
 

Projeto Ouvir para Crescer leva shows pedagógicos a escolas públicas

por: Marcela Cataldi Cipolla

Crianças na plateia do auditório do CEU Butantã, um pouco antes da apresentação do grupo Barbatuques

O teatro do CEU Butantã, em São Paulo, tem reunido 300 alunos e professores de escolas públicas para assistirem a aulas-espetáculos gratuitas de música nas últimas semanas. Durante as apresentações de músicos como os Barbatuques, Meninos do Morumbi e o Octeto de Câmara da USP, os alunos ouvem explicações sobre ritmo, percussão e outras noções teóricas de Música.

Os espetáculos fazem parte do projeto Ouvir para Crescer, criado por Regina Vieira Pinto, que já foi diretora da Sala São Paulo e se dedica a desenvolver projetos de democratização musical. Regina acredita que a música é fundamental na Educação de todas as crianças e jovens. “Não adianta só abrir o teatro, elas tem que entender um pouco para usufruir”, afirma.

O Ouvir para Crescer já passou por oito cidades de São Paulo e chegou à capital em parceria com a Sociedade Cultura Artística e o Departamento Regional de Educação do Butantã (DRE-Butantã). Pela primeira vez serão distribuídos guias de atividades para serem feitas por professores em sala de aula após as apresentações. “Eu tenho muito prazer de estar desenvolvendo esse material, é um embriãozinho que podemos estar levando adiante”, diz Regina Vieira Pinto, ela revelou que o material didático pode ser um caminho para que a Música seja introduzida em sala de aula e trabalhada em diversas disciplinas. Isso porque, de acordo com ela, muitas escolas públicas não estão prontas para cumprir a exigência do MEC de incluir Música como disciplina obrigatória a partir de 2012.

Para Gérald Perret, superintendente da Sociedade de Cultura Artística, a realização tem sido positiva. “Esta é uma experiência bem sucedida quando falamos em democratização cultural, pois parte do principio de disseminar conhecimento sobre a Música, além de trazer o público para assistir a um excelente espetáculo” .

A ideia de Regina é levar o Ouvir para Crescer a todos os CEUS de São Paulo. Por enquanto, o projeto está se apresentando no CEU Butantã, para saber a programação e mais detalhes entre no site  Ouvir para Crescer.

16 de novembro de 2010

Tags: , , , , , , ,

1 comentário
 

Confira o resultado do Concurso Cultural

por: Marina Azaredo

Chegou ao fim o Concurso Cultural “Toy Story 3″. Agradecemos a participação de todos e agora chegou o momento de divulgar os ganhadores. Foram selecionadas as dez melhores frases que responderam a pergunta “O que você pode aprender nas férias?”. Vale lembrar que o 1° colocado levará para a casa ingressos para assistir o filme Toy Story 3, em 3D, nos cinemas, uma mochila, um pen drive e um chaveiro. Os outros ganharão um par de ingressos cada um.

Segue a lista de ganhadores:

1° lugar – Kettylin Gabrielly Sotero, 8 anos

“Eu gostaria de aprender nessas férias coisas novas para quando eu voltar a estudar saber muito mais do que eu sei e ajudar meus colegas que não sabem ler nem escrever – por isso existo.”

2° lugar – Jaqueline Silva

“Eu e minhas amigas temos um blog sobre literatura e todas as tardes, mesmo nas férias, nos reunimos pra atualizá-lo, cada uma com uma resenha sobre o livro que leu, e é nas férias que o blog tem mais atualizações pois lemos mais livros e podemos mostrar que até nas férias o prazer da leitura é especial pois viajamos sem sair do lugar!”

3° lugar – Vitória dos Santos

“Posso e quero aprender muito nas férias. Posso aprender que amigos nem sempre moram perto, que a família é bem maior do que eu imaginava, que minha mãe tem menos paciência quando fico o dia todo bagunçando a casa e quero aprender que a volta ás aulas pode ser uma festa alegre de reencontros.”

4° lugar – .”  Thirza Silva Oliveira, 10 anos

“Lendo livros bonitos e bons, posso viajar pelo mundo todo e conhecer até o espaço sideral com todos os seus planetas.”

5° lugar – Celso Paiva

“Nas férias gosto de visitar meus avós que moram no interior, porque eles sempre me ensinam coisas que eu nunca saberia se não fosse por eles, histórias do Brasil antigo, jogadores que fizeram histórias no futebol, “causos e lendas” que fazem parte do nosso folclore e quando volto adoro reunir a turma na sala e contar tudo o que aprendi!”

6° lugar – Luciana Beatriz Kuehne

“Nas férias minha mãe me leva para passear em locais que normalmente não vou, como zoológicos e parques, aprendo sobre a natureza, sobre animais, isso de forma divertida e junto com minha família!”

7° lugar – Lilian Hatori Colella

“Nas férias posso aprender sobre artes e cultura através de passeios, visitas a museus, posso aprender mais vocabulário através da leitura de bons livros, posso aprender novas brincadeiras com meus amigos e posso aprender a dar valor a vida a cada abraço que recebo”

8° lugar – Ralph Kennedy Lemos Oliveira

“Como vou viajar posso aprender a conviver com pessoas novas, seus costumes, crenças, hábitos alimentares, cultura e ampliar assim minha convivência social e conhecimentos.”

9° lugar – Juliana Hanna

“Eu posso colocar em prática nas férias tudo o que eu aprendi nas aulas  de química sobre os estados físicos da matéria e separação de misturas, preparando deliciosas comidas para toda a minha família.”

10° lugar – William Castro de Souza

“Posso aprender novos costumes, descobrir novos lugares e fazer novas amizades. Até mesmo indo ao cinema, eu posso aprender tudo isso.”

 

Regulamento do Concurso Cultural

por: Camilo Gomide

“Toy Story 3″ – O que você pode aprender nas férias

CLÁUSULA 1 – Este é um concurso de caráter exclusivamente cultural, sem qualquer modalidade de sorteio ou pagamento, nem vinculado à aquisição ou uso de qualquer bem, direito ou serviço, nos termos da Lei 5.768/71 e do Decreto n° 70.951/72, aberto a todos os internautas do site www.educarparacrescer.com.br que estão cursando ensino fundamental e médio, e será realizado no período de 16 de junho a 28 de junho de 2010, nas condições abaixo discriminadas.

CLÁUSULA 2 – É vedada a participação de funcionários(as), colaboradores(as), sócios/acionistas da Editora Abril S/A e de suas empresas coligadas, bem como de seus respectivos parentes até 2º grau e cônjuges e quaisquer pessoas envolvidas diretamente na execução do concurso.

CLÁUSULA 3 – Para participar, o interessado deverá responder a seguinte pergunta “O que você pode aprender nas férias?”; a resposta deve ter, no máximo, 4 linhas – ou 250 caracteres – e deve ser enviada para o e-mail educarparacrescer@abril.com.br, com o assunto “Promoção Toy Stoy 3″.

O autor da melhor resposta receberá:

- 1 par de convite para assistir o filme;
- 1 chaveiro;
- 1 mochila;
- 1 pen drive.

Nove autores de frases criativas receberão:
- 1 par de convite para assistir o filme (cada);

CLÁUSULA 4 – As respostas poderão ser enviadas até as 23:59:59 do dia 26 de junho de 2010.

CLÁUSULA 5 – Não serão aceitas respostas maliciosas, preconceituosas ou que não se refiram ao tema acima especificado.

CLÁUSULA 6 – As respostas recebidas após a data acima estabelecida estarão automaticamente desclassificadas.

CLÁUSULA 7 – Cada concorrente poderá participar com quantas respostas quiser.

CLÁUSULA 8 – A escolha do vencedor do concurso será feita por uma comissão julgadora formada pela equipe do Educar para Crescer, que levará em conta os seguintes critérios: criatividade e adequação da resposta à pergunta do concurso, sendo sua decisão soberana e irrecorrível.

CLÁUSULA 9 – O interessado em participar do concurso declara, desde já, ser responsável pela autoria da resposta encaminhada e que a mesma não constitui plágio ou violação de quaisquer direitos de terceiros, ao mesmo tempo em que cede e transfere para a Editora Abril, sem quaisquer ônus para esta e em caráter definitivo, plena e totalmente, todos os direitos autorais sobre a mesma, para qualquer tipo de utilização, publicação, reprodução por qualquer meio ou técnica, e na divulgação do resultado.

CLÁUSULA 10 – Será um (01) único vencedor, que ganhará o kit descrito na cláusula 3. E outros noves receberão apenas um par de ingressos. As despesas de envio dos prêmios para o endereço dos ganhadores, devidamente informados no ato do envio da resposta, serão suportadas pela Editora Abril.

CLÁUSULA 11 – Em nenhuma hipótese os ganhadores poderão receber o valor do prêmio em dinheiro ou trocar o prêmio.

CLÁUSULA 12 – O resultado do concurso será divulgado no site www.educarparacrescer.com.br
a partir do dia 28/06/2010.

CLÁUSULA 13 – Os vencedores do concurso autorizam o uso do seu nome nos materiais de divulgação do concurso e do resultado, sem ônus de espécie alguma para os seus organizadores.

CLÁUSULA 14 – Ao enviar os seus textos, os participantes estarão concordando tacitamente com todas as normas contidas no presente regulamento.

CLÁUSULA 15 – Os casos omissos serão decididos por Comissão Julgadora referida na Cláusula 8 deste regulamento.

CLÁUSULA 16 – O prazo para reclamação do prêmio é de 180 dias, contados a partir da divulgação oficial dos resultados.

 

Como fazer uma festa junina tradicional

por: Bettina Monteiro

Festa Junina nota 10

Quadrilha Junina
Apresentação de uma quadrilha, atração da festa de São João, no Parque do Povo, em Campina Grande, PB. Foto de Bia Parreiras

Minha mãe sempre implicou com aquelas pintinhas chistosas feitas nas bochechas das crianças. Achava que enfeiava e não deixava a gente fazer igual. Vestíamos os vestidinhos de chita colorida, o chapéu com as duas trancinhas, passávamos um batom clarinho mas as tais pintinhas eram proibidas. E ponto.

Ao ler a reportagem produzida pelo repórter Camilo Gomide fiquei feliz. Deu um novo significado ao ato vaidoso da minha mãe: caipira não é igual a bicho do mato. Achei importante passar isso à minha filha e entendi porque a nova escola dela não obriga as crianças a vestirem os trajes jacus, de combinações esdrúxulas. Expliquei para ela a origem da festa (como li na reportagem) e me prometi que no ano que vem vou pesquisar mais. Ela não fez as pintinhas, nem pintou o dente de preto. Mas brincou das brincadeiras do antão. Dançou quadrilha comigo, com os amigos e com os pais dos amigos. E comeu pé-de-moleque, milho cozido, doce de abóbora e outras delícias típicas feitas em casa.

A importância disso? Além da farra, que festa é  sempre festa, fiquei feliz de lembrar das coisas que brincava e cantava quando criança — que eram as mesmas coisas que minha mãe brincava e minha avó e a avó dela. Fiquei feliz de ver minha filha nessa roda que resgata a nossa cultura. Além disso, é sempre bom ver de perto e de maneira descontraída o carinho com que os professores tratam nossos filhos. Eles são nossos parceiros nessa jornada pela Educação deles não é mesmo?

Para você que adora festas juninas, seguem algumas dicas de bons “arraiás”:

Festa: Arraial de Belô
Onde: Regional Pampulha, em Belo Horizonte, MG
Quando: De 20 de Junho a 19 de Julho
Mais informações: http://www.belotur.com.br/por/noticia.php?chave=notUf7O90

Festa: III Encontro de Cultura Caipira do CDC Tide Setubal
Onde: R. Mário Dallari, 170, Jardim São Vicente – São Miguel Paulista
São Paulo- SP
Quando: 26, 27 e 28 de Junho
Mais informações: http://www.ftas.org.br/ftas/site.php?mdl=cdc&op=lercdc&id=11

Festa: Arraial de Todos os Santos
Onde: CENTUR- Fundação Cultural do Par Tancredo Neves, Av. Gentil Bittencourt, 650
Quando: De 17 a 29 de Junho
Mais informações: http://www.fcptn.pa.gov.br/noticia.php?codigo=468

Como foi a festa junina da sua escola? Quer dividir com a gente? Conte aqui.

19 de junho de 2009

Tags: , , , , ,

4 comentários
 

ABC da Educação em Família – C de Cultura

por: Bettina Monteiro

C de CULTURA

Responda rápido: nos finais de semana, você e seus filhos costumam aproveitar as opções de cultura e lazer que a sua cidade oferece ou ficam em casa vendo TV e fazendo sempre as mesmas coisas? Nunca se esqueça: boa parte da Educação está fora da escola. Educação de qualidade também inclui idas a teatros, cinemas, espetáculos de dança e música, visita a museus, parques, entre muitos outros passeios. Está também nas viagens, nas amizades variadas e, claro, nos bons livros que devem habitar as prateleiras de sua casa.

Os pais são responsáveis por garantir aos filhos uma boa formação cultural, que é tão importante, acredite, quanto a Educação formal. O contato com a arte e os conhecimentos gerais tornará seu filho um cidadão mais consciente e, com certeza, um candidato mais forte ao mercado de trabalho, sem falar nos muitos benefícios ao seu desenvolvimento emocional. Atividades extracurriculares, desde que não tomem todo o tempo livre da criança, também complementam a formação. Esportes e iniciação musical são boas opções.

Faça o seu papel

  • Tenha sempre um programa diferente para fazer com seu filho, assim ele não vai querer passar horas em frente à TV ou ao computador.
  • Procure se informar sobre as opções gratuitas que sua cidade oferece para filmes, peças de teatro, exposições e outros programas.
  • Em casa, controle o que ele vê na TV, priorizando sempre programas e filmes adequados para a idade dele.
  • Também é dever seu estimular no seu filho o gosto pela música, pela leitura e pelas artes.

Leia também o depoimento da atriz Fernanda Montenegro no blog
“Não há o educacional sem o cultural. Educação sem a cultura é como um esqueleto sem músculos. Não se mantém em pé.

9 de março de 2009

Tags: , , , , ,

1 comentário
 

Ivaldo Bertazzo e a dança que ajuda a ensinar

por: Bruna Nicolilelo

Nesta quinta-feira (27/11), o coreógrafo e educador corporal Ivaldo Bertazzo (na foto, clicado por Cida Souza) decidiu começar de um jeito diferente a peça musical No No! Deu a Louca no Convés, da qual é diretor. Cerca de duas horas antes do espetáculo, ele recebeu diversos profissionais do aprendizado – todos membros do Clube do Professor – para conversar sobre a importância da postura e do movimento em sala de aula. E claro que o Educar foi conferir de perto o workshop, que reuniu dezenas de interessados no TUCA (Teatro da Universidade Católica), em São Paulo.

Famoso pelas aclamadas montagens que dirige e pelas aulas lecionadas a personalidades como Denise Fraga, Ruth Cardoso e Zeca Camargo, Bertazzo demonstrou que continua disposto a surpreender. Pela excelência. Com a ajuda de alunos e colegas da Escola do Movimento, ele mostrou o perigo de se passar horas a fio sentado incorretamente numa carteira e, pior, sem se mexer. Como o próprio coreógrafo resumiu, “movimento não é para ser feito só na aula de Educação Física”.

Tudo que foi apresentado no palco lembra como é essencial dar continuidade ao processo de descoberta que começa desde o útero: lidar com materiais e texturas diferentes, brincar literalmente para cima e para baixo (e ter noção da tridimensionalidade do corpo). Além disso, técnicas de dança mais complexas, como a indiana, exigem muita noção de matemática. Essas aptidões, quando trabalhadas, desenvolvem o que Bertazzo chamou de psicomotricidade fina, que nada mais é que a capacidade – exclusiva da espécie humana – de realizar ações pensando em cada detalhe.

Se Nietzsche não acreditava num Deus que não soubesse dançar, quem somos nós para discordar da importância de movimentar o corpo para melhorar nosso cérebro?

No No! Deu a Louca no Convés
Até 30 de novembro
Sexta e sábado, às 21h30; domingo às 19h.
Ingressos: R$30,00
www.noenoe.com.br

Por Gabriel Navarro

28 de novembro de 2008

Tags: , , ,

12 comentários
 
Conheça as ações que ajudam a melhorar a qualidade da Educação no Brasil

categoria



roda blog