Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

EDUCAÇÃO INFANTIL

Como ajudar seu filho pequeno a lidar com o ciúme

Crianças pequenas podem demonstrar ciúme dos pais ou do irmãozinho mais novo. Saiba o que fazer quando isso acontece


29/05/2014 18:51
Texto Adriana Carvalho
Educar
Foto: Claudia Marianno
Foto: Como estabelecer limites para que seu bebê não se comporte de maneira agressiva
Como estabelecer limites para que seu bebê não se comporte de maneira agressiva

No sofá, querem se sentar no meio, separando o pai e a mãe. Quando veem a mãe ou a professora cuidando do irmão mais novo ou do coleguinha de classe, fazem de tudo para chamar a atenção. Desde bem pequenas, as crianças podem dar demonstrações de ciúmes. É um sentimento mais do que natural, afinal por volta dos três anos as crianças começam a descobrir que não são o centro do mundo e que sua mãe não pertence somente a elas.

Primeira Infância Tudo sobre Primeira Infância
Veja outras reportagens sobre os primeiros anos de vida e baixe de graça a revistinha com todas as dicas

Os pais devem lidar com naturalidade quando isso acontece. Precisam dar atenção para que o filho perceba que continua sendo amado e que tem seu lugar garantido no coração dos pais. Mas é preciso também estabelecer limites: aos poucos se deve ensinar aos pequenos que eles não têm exclusividade na atenção dos pais, avós ou professores.

Para ler, clique nos itens abaixo:
1. A partir de que idade as crianças podem manifestar ciúme?
O ciúme pode se manifestar bem cedo, mas é mais comum que seja notado a partir de dois ou três anos de idade. "É o momento em que a criança percebe que há um "outro" além dela e que esse "outro" pode desviar a atenção da pessoa amada", explica Aurélio Melo, professor de desenvolvimento humano do curso de psicologia da Universidade Mackenzie, de São Paulo. Esta também é a fase da entrada no que a psicologia chama de complexos de Édipo e de Electra. O primeiro é definido como os ciúmes que os meninos têm da mãe e o segundo, nos ciúmes que as meninas têm do pai. "Muitas vezes isso passa despercebido pelas famílias. As pesquisas sugerem que bem no início da infância surge esse tipo de comportamento. Porém, se não for incentivado pelos adultos e até ignorado por eles, isso irá desaparecer naturalmente. Mas, se persistir, os pais deverão procurar ajuda especializada", afirma Quézia Bombonatto, psicopedagoga e presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp).
2. Quais são os sinais que indicam o ciúme?
"O clássico é a criança, ao ver os pais juntos, se colocar entre eles, seja à noite na cama do casal, seja no sofá, para assistir televisão. A criança procura evitar o contato dos pais entre si", afirma a psicóloga Elisa Villela, mestre e doutora em desenvolvimento humano pela Universidade de São Paulo (USP). O ciúme também surge quando os pais estão cuidando dos irmãos. Nessas horas a criança com ciúmes faz birras ou cria situações para chamar a atenção da mãe, do pai ou de quem esteja cuidado dela. "Ela quer que quem esteja cuidando dela lhe dê atenção exclusiva, quer mostrar como é talentosa e muito mais interessante que o irmão", diz.
3. Como os pais podem ajudar os filhos a enfrentar o ciúme?
É fundamental agir com naturalidade quando as crianças mostram ciúmes. "Ou seja, não se devem reprimir as manifestações de ciúmes, mas acolher a demanda emocional, dando um colinho, por exemplo. Mas é preciso dar limites também", diz a psicóloga Elisa Villela. Depois de dar atenção e reassegurar à criança que seu lugar está garantido, os pais não podem se deixar aprisionar pelos desejos da criança.

"É importante mostrar que o casal tem uma unidade, e que a criança é amada pelos dois. Mas ela deverá aceitar que não poderá compartilhar tudo com eles", explica Elisa. Da mesma forma, é importante demonstrar que há um momento em que os pais cuidarão dela e outro em que cuidarão dos irmãos. "Com um limite firme, mas amoroso, os pais transmitem à criança a confiança de que ela é capaz de suportar a frustração de não ter exclusividade. Isso será fundamental para o amadurecimento e as relações de respeito e generosidade na vida social", diz.
4. Como lidar com o ciúme entre irmãos?
Os pais devem lidar com isso de uma forma natural: nem recriminar e nem achar "lindo" a briga pela posse da mãe. É preciso mostrar que a chegada do irmão não vai tirar seu lugar. Uma sugestão é fazê-lo participar de algumas atividades para receber o novo membro da família (como arrumar o enxoval, cuidar do quarto). "Se isso não ficar bem resolvido, as crianças poderão desenvolver uma forte rivalidade entre si no futuro", diz Quézia Bombonatto, psicopedagoga e presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp).

Os pais também não podem se tornar reféns dos ciúmes dos filhos. "Lembro do caso em que a mãe, temendo a agressividade do filho mais velho, se trancava no quarto quando ia amamentar o recém nascido. Esta atitude fomentava ainda mais o ciúme e o desespero da criança. Ao se sentir ainda mais excluída, esmurrava a porta e gritava sem parar", conta a psicóloga Elisa Villela. Os temores da mãe e sua dificuldade de lidar com a situação só fizeram aumentar o ciúme e o sentimento de rejeição da criança mais velha.
5. O ciúme e a possessão caminham juntos? Como ensinar os filhos a não serem possessivos e a compartilhar?
O ciúme e a possessão andam juntos. "Da mesma forma, o ciúme anda junto com a baixa autoestima e a insegurança. O sentimento de posse faz parte do comportamento egoísta do ser humano: ‘tudo é meu!’. Ensinar a compartilhar e a dividir faz parte da vida, assim como ensinar a humildade, a compaixão, a espera, o desapego etc", orienta Quézia Bombonatto, psicopedagoga e presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp).

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada