Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

MENSALIDADE

Como negociar descontos na matrícula e na mensalidade

Negociar prazos e descontos pode ser uma boa saída para quem não incluiu o custo da matrícula escolar no orçamento familiar


30/09/2014 14:05
Texto Carolina Linhares
Educar
Foto: Stockvault
Foto: A comunicação entre pais e escola é essencial - fortaleça esses laços!
A comunicação entre pais e escola é essencial - fortaleça esses laços!

A educação dos filhos é um investimento muito importante para os pais e, por isso, é uma despesa que deve ser planejada ao longo do ano, considerando o valor das mensalidades e também da matrícula. Para as famílias que foram pegas de surpresa pela matrícula ou até mesmo para os pais que consideraram esse gasto no orçamento familiar, pedir descontos às escolas é uma boa ideia.

Volta às Aulas Especial Volta às Aulas
Confira reportagens especiais para ajudar seu filho a iniciar o ano letivo com o pé direito!

Quanto mais os pais se programarem e se anteciparem, maiores são as chances de uma boa negociação. "É importante ter em mente que a escola tem seus limites financeiros, contudo, não tem o mínimo interesse em perder um aluno", diz Reinaldo Domingos, educador financeiro e presidente da DSOP Educação Financeira.

Para saber como conseguir um desconto, ouvimos as dicas de Reinaldo Domingos e também de Luis Carlos Ewald, consultor da Fundação Getúlio Vargas.

Para ler, clique nos itens abaixo:
Por que negociar?
Pedir descontos faz parte do nosso cotidiano e, quando se trata da mensalidade da escola, não pode ser diferente. "É comum as pessoas não pedirem descontos por timidez, ou até por uma questão de manter o status, mas trata-se de uma atitude totalmente pertinente que mostra que você está valorizando o seu próprio dinheiro", explica Reinaldo Domingos. Para o educador financeiro, mesmo os pequenos descontos são bem-vindos porque "cada real conquistado, poderá ser canalizado para outros desejos e sonhos".

Então, conversar com a administração da escola para pedir um valor mais em conta ou até de uma bolsa para o filho é interessante. "Mas alerto que toda escola tem seu limite e suas políticas, e respeitá-los é de bom grado", diz Domingos.
Como negociar?
Um passo a passo para você:

1. Analise
Antes de qualquer coisa, é preciso saber se seu filho esta contente com a escola e analisar se o orçamento financeiro está adequado ao padrão de vida da família. "Saber o quanto representa o investimento nos estudos dos filhos é de vital importância, portanto é preciso sempre analisar o custo beneficio", diz Reinaldo Domingos. É melhor sempre procurar uma escola que cabe no orçamento.

2. Esteja adiantado
Em geral, é difícil que os alunos troquem de colégio. Então, a fidelidade à escola não é uma boa moeda de troca. Luis Carlos Ewald explica que as escolas são empresas que querem a garantia de que serão pagas o ano todo. Dessa forma, o melhor argumento dos pais para pedir desconto é adiantar os pagamentos. "Nessa negociação de pagar o ano inteiro já na matrícula, é possível conseguir 15% ou até 20% de desconto", diz Luis Carlos.

O melhor negócio é feito quando o pai se antecipa à cobrança e oferece o adiantamento em troca do desconto. Isso não descarta a possibilidade de pechinchar um desconto mesmo sem poder oferecer esse adiantamento, mas, nesse caso, a escola tem mais chances de ceder se os pais são bons pagadores.

3. Pesquise
Para fazer um bom negócio, é preciso pesquisar. "Pesquise outras escolas com qualidade equivalente para ter um parâmetro de valores, isso ajudará na hora de negociar", diz Reinaldo Domingos.

Além disso, para traçar comparações, é bom saber os benefícios e as inovações que a escola promete para o ano seguinte.

4. Seja simpático
A negociação bem sucedida deve atender a escola e aos pais e, para alcançá-la, é preciso gastar tempo e simpatia. Elogiar a escola e o atendimento pode ajudar. "Isso mostrará que você está feliz com a escola e terá muita chance de conquistar um bom desconto", diz Reinaldo Domingos.
Quando negociar?
"Quanto mais cedo, mais tempo os pais terão para realizar uma boa negociação’’, explica Reinaldo Domingos. A época da matrícula é a hora certa de negociar. "É bom fazer uma reserva e contar com o 13º para poder pagar todas as mensalidades de uma só vez e assim conseguir desconto’’, explica Luis Carlos Ewald.
Planejamento Financeiro
É importante que os pais incluam os valores das mensalidades e da matrícula no orçamento mensal. Para quem foi pego desprevenido, vale negociar, mas o melhor mesmo é planejar essa despesa desde o início do ano e não comprometer a educação dos filhos.

Poucas famílias se preparam para as despesas ao longo do ano. "Assim como as datas comemorativas como aniversario, dia dos pais, das mães e Natal, é preciso inserir no orçamento o IPVA, IPTU e também a matricula escolas", diz Reinaldo Domingos.

O educador financeiro dá a dica: "oriento pegar uma agenda ou caderno e inserir todos investimentos e custos mensais e sazonais contemplando o valor de cada item e totalizando para comparar com o ganho mensal". Dessa forma, a família visualiza seus gastos com antecedência e pode tomar decisões coerentes ao verdadeiro padrão de vida.

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada