Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

SEM TIMIDEZ

Morro de vergonha

Você trava só de pensar que terá de falar na frente da sala? Descubra qual é o segredo para encarar os olhares da turma na apresentação de um trabalho


08/04/2010 11:35
Texto Paula Maria Prado
Loveteen
Foto: Wikimedia Commons
Foto: Ficar nervoso ao falar em público é normal, mas não deve ser encarado como pesadelo
Ficar nervoso ao falar em público é normal, mas não deve ser encarado como pesadelo

Frio na barriga é o sintoma mais comum em quem precisa falar em público e não se sente à vontade com isso. Sabia que esse sentimento horrível detona até com megaempresários quando eles têm de falar com suas equipes? Até com artistas? Mas tem como minimizar. Para saber com se faz isso, fomos atrás de Francisco C. Oliveira Jr., especializado em sistema de gestão de pessoas. Entre outras coisas, ele ensina líderes de organizações a perder o pavor da exposição. Vamos aprender com ele?


Veja abaixo algumas dicas de como se preparar

Para ler, clique nos itens abaixo:
Faça um roteiro
Faça um guia com o que você falará para a sala. Coloque a ordem do que deve ser dito em tópicos e inclua frases que queira citar, piadinhas para descontrair, tudo o que tiver a ver com o tema. Controle o tempo, seu trabalho não pode ser muito curto nem longo!
Perguntas
Elabore perguntas para chamar a atenção da turma caso ela disperse. Faça umas fáceis, para que ela consiga responder, e outras difíceis, para gerar explicações e debates.
Pinte e borde!
Use elementos para chamar a atenção, como fotos, música e desenho. Isso vai gerar participação da turma, com comentários, e a deixará mais à vontade.
Controle-se e concentre-se
Respire lentamente durante a apresentação, isso ajuda a controlar os batimentos cardíacos e manter a calma. Não se apresse para falar nem fale sem pensar. Concentre-se, lembrando que está ali para informar, passar um conhecimento.
Olho no olho
Mesmo que seja difícil, tente olhar nos olhos de todos os seus colegas enquanto fala. Isso intimida quem está ouvindo você, o que ajuda a segurar a atenção das pessoas. Se você não conseguir por timidez, foque seu olhar no fundo da sala, mas não se esqueça de mudar sempre o ponto focado.
Roube a atenção
Se depois de ter feito tudo isso, o povo ainda não estiver atento à apresentação, ainda há uma saída: ande pela sala! Isso tem uma explicação científica: se você, que é a fonte que está emitindo som, se locomove, gera uma mudança na posição do áudio para as pessoas que sentadas. Elas tendem a ficar mais alertas, procurando quem está falando.
E se...Me zoarem?
Para começar, concentre-se no que está dizendo. Dependendo do tipo de piada que está sendo feito, você pode simplesmente rir e tirar proveito disso para descontrair e ficar mais calma. Mas, se a piada for de gozação e você se sentir incomodado com ela, dirija-se à pessoa que está tirando o sarro e faça uma de suas perguntas difíceis sobre a apresentação. Ela provavelmente não responderá, então explique, voltando a atenção de todos ao seu trabalho.
E se...Der branco?
Use o roteiro. Não é dia de prova, pode levar o papel para a frente da sala e consultá-lo sempre que preciso.
E se...Me perguntarem algo que não sei responder?
Seja sincera, diga que não sabe. Diga: "Infelizmente não saberei responder, mas procurarei e trarei a resposta para você amanhã". É melhor do que dar uma resposta errada.
Na ponta da língua!
O segredo para se sair bem em qualquer apresentação está na montagem da mesma, na preparação. Quanto mais familiarizada com o tema do trabalho você estiver, melhor se sairá, a sala prestará atenção e seu nervosismo diminuirá.
Dica de especialista
Sentir frio na barriga quando tem que falar em público é natural, mas é importante não encarar como pesadelo. Lembre-se de que todos na sala são iguais a você, portanto, irão bocejar, olhar no relógio, fazer algum comentário com o colega do lado... É normal.
Depoimentos de quem já passou (ou passa) pela situação
"Morro de vergonha quando tenho que falar na frente de um monte de gente. Eu tremo todo, fico vermelho, começo a gaguejar, me dá enjoo, só falta chorar! Numa aula de história, precisava de cinco pontos para passar e a professora resolveu dar uma prova oral. Quando chegou a minha vez, me deu um branco, todo mundo ficou me olhando... Acabei reprovado. Hoje, faço terapia para aprender a lidar com essa timidez."

Rodrigo Santos, 16 anos, Goiânia, GO

"Antes eu tinha uns brancos de tão nervosa que ficava só de pensar em apresentar um trabalho. Agora penso que ficar desse jeito só vai piorar as coisas. Aprendi a controlar a timidez depois que fui conhecendo todo mundo na escola. Penso assim: vou fazer o que tem que ser feito e pronto. Tem dado certo!"

Luiza Tomasuolo, 16 anos, São Paulo, SP

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada