Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

PEDAGOGIA

Dicas para decorar a sala com a turma

Dicas para decorar a sala de aula em parceria com a criançada - com critérios pedagógicos


27/01/2010 17:35
Texto Paulo Araújo
Nova-Escola
Foto: Rogerio Voltan
Foto: Origamis
Feitas pela molecada, a ambientação das salas deve se relacionar com o que a pré-escola está trabalhando

Desde o início de 2007, as escolas de Educação Infantil do Grande Recife (PE) estão de cara nova, enfeitadas com peças feitas pelas crianças, que reproduzem locais importantes da capital pernambucana. Os novos objetos de decoração, aprendizagem e diversão são feitos com a técnica de empapelamento - que utiliza jornal com cola para recobrir papelão. "Foi uma verdadeira transformação no jeito de planejar e usar o espaço", diz a arte educadora Denise Nalini, responsável pela capacitação dos 400 professores da rede municipal.

Há dois anos, a Gerência de Educação Infantil da Secretaria de Educação do Recife planejava a reformulação visual das creches, mas a maioria dos educadores resistia à idéia. A saída foi fazer um programa de capacitação para que eles passassem a considerar a classe como um espaço de reflexão sobre o processo de aprendizagem.

O objetivo é organizar o espaço com critérios pedagógicos em conjunto com as crianças e assim, enriquecer o repertório lúdico dos alunos da pré-escola. A tarefa leva dois meses. "Produzir os materiais permite às crianças sentir que o lugar é realmente delas", diz Gisete Lima, diretora da Creche da Associação Cristã Feminina do Recife.

A iniciativa de mudar a decoração da escola pode vir da direção ou do corpo docente, mas é fundamental que toda a equipe participe da escolha dos temas e colabore no planejamento. Veja, a seguir, a lista de materiais necessários e o passo-a-passo para decorar as salas-de-aula.

Para ler, clique nos itens abaixo:
Material
Barbante, cola branca, fita crepe, guache branco, pigmentos comestíveis ou guache colorido, rolos de papel higiênico, caixas de papelão de tamanhos variados, papéis sortidos, tesouras, estiletes, réguas, papel Kraft, cola quente, jornais velhos, bandejas de isopor, garrafas PET, potinhos, caixas de fósforo e botões.
1ª etapa
O projeto deve começar com uma reunião de equipe, em que o assunto principal seja a proposta pedagógica da escola, os objetivos do período que irá iniciar e a melhor maneira de transformar essas metas em objetos lúdicos, que decorem e que sirvam também como recursos didáticos. Uma opção é estudar o local em que se vive ou o folclore regional. Muitas outras idéias poderão surgir, com base no Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Qualquer que seja o tema, o importante é pesquisar fotos, pinturas, gravuras e desenhos para ter referências artísticas que auxiliem na incorporação de novas maneiras de estudar e decorar o espaço. Reunidos em subgrupos, os professores ficam responsáveis por elaborar projetos de cenário, apresentando um rascunho feito em papel sulfite.
2ª etapa
Com o tema, os projetos didáticos e os objetivos definidos, é hora de cuidar da pré-produção de cenários com caixas de papelão - desenho, recorte e colocação de reforço com uso de fita crepe. Em seguida, é preciso envolver todos na montagem da estrutura do cenário. Essa etapa é fundamental, porque só uma boa sustentação evita que ele se desmanche nas fases posteriores. Organize conversas sobre a durabilidade da decoração, os tipos de brincadeira, os suportes, a segurança e a seleção de materiais.
3ª etapa
O trabalho de empapelamento fica mais rico se reunir as crianças e os pais em oficinas. É provável que eles tenham conhecimentos técnicos que serão de muita utilidade. Essa é a hora de incorporar elementos como janelas, portas, telhados, floreiras etc., que foram previstos no desenho inicial.
4ª etapa
Com os objetos montados, é preciso dar uma base com tinta guache ou látex branca. Quando estiverem secos, vem a fase que os pequenos mais gostam: a do acabamento. Eles vão se divertir passando várias camadas de tinta guache colorida e/ou aplicando outros materiais como tecidos e papéis coloridos.

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada