Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

Poesia Infantil

Lalau e Laurabeatriz: poesia em parceria

Ele é poeta, ela, ilustradora. Juntos fazem boa poesia para crianças, abordando principalmente o meio ambiente


Educar

15/03/2010 10:49

Texto
Cynthia Costa

Foto:
Lápis de cor

Essenciais na literatura infantil, os trabalhos do poeta Lalau e da ilustradora Laurabeatriz são complementares

Onde está o poeta Lalau, está a ilustradora Laurabeatriz. Parceiros desde 1994 em livros de poesia para crianças, já lançaram "Bem-te-vi" (o primeiro trabalho juntos), "Futebol", da série "Bem brasileirinhos", "Girassóis", "Fora da gaiola" e muitos outros títulos que atraem pequenos (e grandes) leitores no país todo. São 20 títulos ao todo, muitos deles altamente recomendados pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Essenciais na literatura infantil, os trabalhos de Lalau e Laurabeatriz são complementares. Ele inventa rimas e versos, e ela os transforma em imagens. "Ilustrar é sempre uma viagem. Eu embarco com a minha bagagem, e vamos viajando...", descreve a ilustradora Laurabeatriz. Para Lalau, escrever poesia para crianças é uma deliciosa brincadeira! "Procuro levar ao pequeno leitor muito mais do que a rima pela rima, mas sim o inusitado, a surpresa, as múltiplas possibilidades de uma mesma palavra. A criança gosta disso, e tem grandes chances de fazer com que a palavra seja um brinquedo lúdico e companheiro de todas as horas. O amor pela leitura está intimamente ligado a isso. Qual criança no mundo não gosta de brincar e se divertir?", conta o poeta.

Em entrevista ao Educar para Crescer, eles contam mais sobre essa gostosa parceria e falam sobre a importância da leitura que, segundo Lalau, "enriquece o espírito, estimula os sonhos e dá à vida um sentido mais amplo e sedutor".

Para ler, clique nos itens abaixo:
Desde quando a poesia faz parte de sua vida?
Lalau: Desde bem cedo. Na minha época de escola, por exemplo, lembro de leituras de Gonçalves Dias, como Canção do Exílio e I-Juca-Pirama. Do Romanceiro da Inconfidência, de Cecília Meireles. E até da loucura que era fazer análise sintática dos versos dos Lusíadas, de Camões! Isso tudo ajudou muito a me interessar por outros poetas, outros estilos. Meus favoritos e grandes mestres são: Carlos Drummond de Andrade, Chacal, Patativa do Assaré, Jorge de Lima, Arnaldo Antunes, Vinícius de Moraes, Paulo Leminski, Manuel Bandeira, Hilda Hilst, Manoel de Barros, Cora Coralina, José Paulo Paes e muitos outros. A poesia brasileira é muito rica!
Como vocês escolhem o tema de seus livros?
Lalau: Algumas vezes eu dou alguma sugestão. Outras vezes é a Laurabeatriz que tem uma ideia. Ou, quando estamos juntos, algum tema sai das nossas conversas. De qualquer maneira, a gente sempre procura encontrar algo diferente, divertido e que acrescente coisas boas na vida de uma criança.
Laurabeatriz: Os livros sobre meio ambiente nós fazemos juntos, escolhendo os animais e o bioma que vamos mostrar.
Como e quando começou a parceria entre vocês?
Laurabeatriz: Nossa parceria começou em 1994, com o livro "Bem-te-vi e outras poesias". O poeta João Paulo Paes indicou o Lalau para a editora Companhia das Letrinhas, que me chamou para ilustrar.
Lalau: E foi por causa deste livro, "Bem-te-vi", que a gente se conheceu. No ano seguinte, em 1995, lançamos dois livros ao mesmo tempo, também pela Companhia das Letrinhas: "Girassóis" e "Fora da Gaiola". Aí vieram outros, e mais outros, e mais outros.
É diferente ilustrar poesia? Por quê?
Laurabeatriz: Ilustrar é sempre uma viagem. Seja qual for o formato do texto ou o tema, eu embarco com a minha bagagem, e vamos viajando...
Por que você escolheu escrever poesia infantil?
Lalau: Um dia, li um livro do José Paulo Paes, o "Olha o bicho", e fiquei apaixonado. Depois, conheci José Paulo pessoalmente e com ele aprendi que "poesia é brincar com as palavras como se brinca com bola, papagaio, pião". Achei isso tão legal, que não parei mais de inventar rimas e versos. Com outro grande poeta, Manoel de Barros, descobri que dá para fazer poesia com tudo o que existe no mundo, desde as coisas mais simples até as mais malucas. Escrever poesia para crianças é uma deliciosa brincadeira!
O que a poesia infantil pode provocar nas crianças?
Lalau: Encantamento. Procuro levar ao pequeno leitor muito mais do que a rima pela rima, mas sim o inusitado, a surpresa, as múltiplas possibilidades de uma mesma palavra. A criança gosta disso, e tem grandes chances de fazer com que a palavra seja um brinquedo lúdico e companheiro de todas as horas. O amor pela leitura está intimamente ligado a isso. Qual criança no mundo não gosta de brincar e se divertir?
Um poema pode nascer de uma ilustração?
Laurabeatriz: Sim, com certeza, a ordem dos fatores não altera o produto.
Como a poesia deve ser lida para a criança?
Lalau: Poesia, prosa, tanto faz. Tudo deve ser lido para a criança bem de pertinho, com naturalidade, entusiasmo e, se possível, com o coração. O importante é ler e incentivar a criança para a leitura.
O meio ambiente é um tema bastante presente na obra de vocês. Existe algum motivo especial?
Laurabeatriz: Nesse mundo em que vivemos hoje, 2010, planeta Terra, é impossível não nos preocuparmos muito com o meio ambiente. Usar esse tema em nossos livros não deixa de ser uma maneira de lutar para melhorar a vida do nosso planeta. Lalau: É também uma das formas que encontramos para cumprir a nossa parte.
As crianças alimentam vocês de idéias? De que maneira vocês se mantém próximos ao universo infantil?
Lalau: Sempre tem criança ao nosso redor. Isso acontece nas escolas que a gente visita, nos lançamentos dos livros, nos eventos literários e, até mesmo, na rua onde a gente mora. São experiências empolgantes e ricas. As crianças adoram participar, conhecer detalhes das nossas vidas, como fazemos os livros. Muitas vezes, uma frase solta ou um comentário pode render um bom tema. Estivemos na Feira do Livro de Porto Alegre, no final de 2009, e uma menina pequenina e tímida perguntou: "para ser escritor é preciso ter letra bonita?" Só isso já pode ser o início de um trabalho bem interessante.
Por que a poesia parece mais difícil de ler/interpretar do que a prosa? Existe uma dificuldade real ou é um preconceito?
Laurabeatriz: Nunca senti esta dificuldade, pelo contrário, a poesia é muito mais fácil de interpretar, porque é mais livre. Cada um pode ler de um jeito e todas as leituras estão certas.
Lalau: Ler sempre é e sempre será um momento mágico para a criança. Quando ela sente essa emoção cada vez que abre um livro de histórias ou de poemas, todas as dificuldades desaparecem.
A escola pode apresentar a poesia desde cedo, como faz com a prosa?
Lalau: Claro que pode. Poesia, repito, também é importante na formação do hábito pela leitura. A escola deve apresentar prosa, poesia e criar ambientes e atividades que envolvam a criança e o livro: salas de leitura, visita a bibliotecas, promover eventos e encontros com autores. Porque leitura enriquece o espírito, estimula os sonhos, dá à vida um sentido mais amplo e sedutor.
Lalau, entre os poemas que já escreveu, qual o seu preferido?
Meus poemas preferidos são muitos, mas vou dizer três: Carpas (do livro "Japonesinhos"), Um poema bem feitinho (do "Hipopótamos, bata-frita e nariz: tudo deixa um poeta feliz!") e Melequinha (do "Zum-zum-zum")
Veja aqui 3 poemas de Lalau!
CARPAS

Nadam altivas,
Vagarosamente.
Majestoso ritual.

Jóias vivas.
Eternamente,
Tesouro oriental.

Surpreendentes e belas,
Submersas aquarelas.

UM POEMA BEM FEITINHO

Descobri que os pássaros
Banham-se no arco-íris.

Flores são beijos
Que germinam
Durante os sonhos.

Manhãs são esculpidas
Em pleno ar.

Chuvas
Ora são guizos,
Ora sorrisos.

E não existe
Nenhuma diferença
Entre uma criança
E uma estrela-do-mar.

MELEQUINHA

Que nariz
Escuro!
Eu tenho
Medo!

Ei, me tira
Daqui
Com
O dedo?

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada