Educar para Crescer
busca

Educar para crescer

LIVROS

Livros para adolescentes: emoções em série

Com o incentivo de pais e professores, o entusiasmo por uma série de livros pode abrir caminho para descobertas literárias


29/04/2013 13:06
Texto Monica Pina
Educar
Foto: Marcella Briotto
Foto:
"As séries infanto-juvenis têm seu valor porque ajudam a aproximar mais crianças e jovens da leitura", avalia a psicopedagoga Lídia Izecson

E agora? Será que eles vão se encontrar? Como o herói vai sair dessa? Onde o vilão se escondeu? Quem está dizendo a verdade? Questões como essas povoam a cabeça de quem acompanha novelas, seriados de TV, filmes e séries de livros. Muitas dessas narrativas têm personagens e situações com os quais nos identificamos e certa dose de suspense que prende a atenção de espectadores e leitores de todas as idades.

No caso das séries de livros infanto-juvenis, que fazem cada vez mais sucesso, aparecem nas listas de obras mais vendidas por meses seguidos e depois viram filmes, desenhos e até videogames, os protagonistas geralmente são crianças ou adolescentes, o que aproxima os jovens leitores das histórias narradas, quase sempre com um toque de humor e encantamento. Ainda que em alguns casos os protagonistas vivam em mundos mágicos ou distantes, temas como amizade, família e escola são frequentes e criam laços entre os heróis e seus leitores.

Essa proximidade pode ser o começo de uma grande amizade. Não só com os personagens da série, mas com os livros. Segundo a psicopedagoga e escritora Lídia Izecson, essas coleções podem ajudar a despertar o interesse pela pesquisa e pela leitura: "São ótimas 'iscas' para a leitura de textos mais elaborados. Vale lembrar também que as séries não são exatamente uma novidade. Narrativas de suspense, mistério e aventura sempre conquistaram muitos leitores e os pais de hoje leram com alegria quando crianças livros de Monteiro Lobato, de João Carlos Marinho e de Pedro Bandeira", afirma.

Autora de obras infantis e adultas, mestre em Educação e experiente na capacitação de educadores para a formação de leitores, Lídia fala um pouco mais sobre o encantamento das séries infanto-juvenis e dá dicas úteis para pais e professores que pretendem incentivar os mais jovens a descobrir o prazer de ler.

Para ler, clique nos itens abaixo:
1. Por que as séries tornam-se tão populares?
Lídia Izecson : Vários fatores contribuem para esse sucesso. Um deles é a familiaridade que os leitores estabelecem com os personagens. Depois de ler o primeiro livro, já sabemos como é a personalidade deles, como costumam se comportar e isso facilita nossa identificação com eles.

Ao acompanhar uma série, o leitor entra em uma "zona de conforto", não precisa mais construir referências sobre os personagens o tempo todo em sua imaginação. Eles já estão lá, já são seus velhos conhecidos. Outro fator é que muitas séries que fazem sucesso hoje atendem a um desejo de todos nós, rompendo a barreira entre o real o imaginário, apresentando seres sobrenaturais, com superpoderes ou seres mitológicos.

Há também séries em forma de diários, o que costuma atrair bastante crianças e jovens, além de estabelece outro ponto forte de identificação, a partir da narração de situações cotidianas, parecidas com vivências do leitor.
2. Há quem critique as séries infanto-juvenis, classificando-as como obras de pouco valor literário. Qual a sua opinião sobre o assunto?
Lídia Izecson : Muitos desses livros realmente não resistiriam a uma crítica literária apurada, na medida em que lançam mão de estratégias pouco elaboradas e até mesmo óbvias para conquistar o leitor, tanto no que se refere ao uso da linguagem quanto à maneira de construir o enredo. Mas, independentemente disso, essas obras têm seu valor porque ajudam a aproximar mais crianças e jovens da leitura.

Na minha opinião, os pais devem oferecer às crianças e jovens todo tipo de material para leitura, incluindo gibis, revistas, relatos de viagem, de aventuras, as tais séries tão em moda, e também livros considerados clássicos.
3. Como pais e professores podem incentivar crianças e jovens a ler mais?
Lídia Izecson : Uma vez o grande leitor e colecionador de livros José Mindlin me disse que a melhor maneira de estimular a leitura entre os filhos é deixar uma bandeja com muitos livros em um local de passagem da casa. Assim, como se fosse uma bandeja de doces. Sem dúvida essa é uma boa estratégia, principalmente se as capas e os títulos forem sugestivos e despertarem curiosidade. Tenho mais algumas dicas:

- Leia bons textos diante das crianças ou junto com elas. Comente o que está sendo lido e demonstre que a leitura pode ser um grande prazer e não uma obrigação. O modelo de pais e professores realmente entusiasmados funciona muito bem.

- Leia com seus filhos antes de dormir e converse sobre livros. Além do prazer com a própria leitura, haverá um clima afetivo estimulante.

- Vá com crianças e adolescente a livrarias e bibliotecas e deixe que eles escolham as obras de seu interesse. Poder ler um livro de sua própria escolha é uma coisa marcante na história da criança.

 

amigos do educar

 


lição de casa

Crianças que fazem a lição de casa diariamente aprendem mais, têm notas melhores e se tornam mais seguras. Faça a sua parte!



depoimentos

Marina Silva, Martha Medeiros, Nelson Motta e outras personalidades brasileiras revelam o impacto de uma boa Educação no futuro



recomendamos

EDUCAÇÃO INFANTIL
Como contribuir com essa importante fase de formação da criança

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Como acompanhar os primeiros passos da vida escolar de seu filho

ENSINO MÉDIO
Dicas para pais e alunos enfrentarem esta fase de novos desafios

mais lidos

ALFABETIZAÇÃO
11 dicas para ajudar na alfabetização de seu filho

TECNOLOGIA
52 sites que ensinam e divertem a criançada